Osteopatia

A Osteopatia é uma forma de tratamento (de dores e tensões) baseada na anatomia, biomecânica e fisiologia, que visa corrigir possíveis restrições de mobilidade das estruturas e tecidos do corpo humano.
Estas restrições de mobilidade são conhecidas como disfunções osteopáticas e podem ser causadas por estresses físicos ou emocionais, como a má postura, as lesões esportivas ou os acidentes. A Osteopatia tem como princípio corrigir essas disfunções e permitir que o corpo se readapte em busca do equilíbrio das suas atividades fisiológicas para sanar as dores, problemas posturais e de saúde em geral.


Como Funciona?

O Osteopata é o profissional especializado e apto a utilizar as técnicas da Osteopatia. Este, por meio de uma avaliação detalhada, escuta o paciente, encontra as disfunções osteopáticas e busca correlações entre a biomecânica e a fisiologia das estruturas envolvidas direta ou indiretamente, tanto próximo quanto distante do foco de queixa principal.

A utilização de técnicas criteriosas de manipulação da coluna vertebral e dos demais tecidos corporais, bem como a liberação das tensões musculares permite, em alguns casos, o alívio imediato do quadro doloroso e em outros a melhora progride a cada sessão. Não existe misticismo na Osteopatia, apenas um estudo das estruturas e do movimento humano associado às suas funções fisiológicas.

Indicações

• Dores na coluna (crônicas ou agudas): lombalgias, torcicolos, cervicalgias, dorsalgias, sacroíleítes, hérnias de disco e ciáticas.
• Dores de cabeça, enxaquecas, vertigens, labirintites, dores na face, neuralgia de trigêmio, alterações da ATM (articulação da mastigação).
• Dores nos membros superiores: bursites, tendinites, braquialgias, túnel do carpo.
• Dores nos membros inferiores: bursites, tendinites, esporão calcâneo, problemas meniscais e entorses.
• Fibromialgia, LER, Síndrome Miofascial.
• Dores ou transtornos viscerais: refluxo, colite, prisão de ventre, gastrite, digestão lenta, entre outros.

O tratamento osteopático não tem restrição de faixa etária, é aplicado desde o recém-nascido até o idoso, respeitando as contra-indicações de cada caso, se houver. Embora a Osteopatia trate eficientemente as perturbações funcionais em sua origem, a avaliação médica não pode e não deve ser dispensada.